Reportagem/BJ1

Mais uma obra inacabada por parte da Prefeitura de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, foi constatada pela reportagem do BJ1. Desta vez, trata-se da quadra da Escola Municipal Castelinho, que está parada e as denuncias é de que o local teria virado ponto de usuário de drogas.

De acordo com um professor e morador do bairro que não quis se identificar, há muito tempo a obra se encontra abandonada e o local foi até alvo de criminosos. “Faz tempo que deixaram essa obra abandonada e a parte do banheiro e do outro setor que fizeram teve objetos roubados, levaram torneiras, pia, tudo. Pedimos que fechasse os acessos da quadra para poder inibir a ação de usuário de drogas e dos criminosos”, contou.

As obras da quadra do Castelinho estavam paralisadas até 2017 quando o ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, destravou as pendências junto ao Fundo Nacional de Educação (FNDE) e os serviços foram iniciados e acelerados durante a gestão interina de Gilvandro Estrela (PV). Porém, devido ao curto espaço de tempo, os serviços não foram finalizados e durante a nova gestão a empresa responsável pela obra pediu o distrato do contrato.

De acordo com informações obtidas pela reportagem do BJ1, resta apenas 20% da obra por acabar e até o momento, a gestão do prefeito Hélio dos Terrenos (PTB), não realizou nova licitação para a conclusão da quadra, que continua abandonada.

Por telefone, a reportagem do BJ1 tentou contato com a Prefeitura de Belo Jardim, mas até o fechamento da matéria não obteve êxito.

print