Reprodução/Internet

Os moradores da Cohab II e III do município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, estão indignados com a cobrança irregular, segundo eles, da conta de água de referente aos meses de novembro e dezembro de 2018. A denúncia foi alvo de matéria no BJ1 em 11 de abril deste ano.

De acordo com José Erinaldo, morador da Rua 9, Cohab III, a conta de água chegou no valor R$ 84,78 referente aos dois meses. “Fui à Compesa e a moça [funcionária da empresa] disse que cancelaria somente o mês de novembro, mas já dezembro teria que pagar porque consta no sistema que recebemos água. Mas não recebemos, nem uma gota”, disse.

Ainda segundo ele, a sua mãe vive a mesma situação. Moradora da rua Ermenegildo da Costa, na Cohab II, a dona de casa também não recebeu uma gota de água nas torneiras durante os dois meses, mas terá de pagar a conta mesmo assim.

“Eu acho isso um absurdo, uma falta de respeito, você pagar uma coisa sem você utilizou. Pior se não pagar vai sujar o nome”, criticou.

O BJ1 tentou entrar em contato com a Compesa, mas até o fechamento desta matéria não obteve êxito.

print