Atualizada às 20h30 do dia 10 de maio

Foto: Reportagem BJ1

O empresário José Wellington de Oliveira Mergulhão, 59 anos, foi alvejado com dois tiros na cabeça na tarde desta quinta-feira (10), no Centro de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. A vítima foi socorrida ainda com vida para o Hospital Júlio Alves de Lira (HJAL), mas não resistiu e morreu.

O crime ocorreu segundos após a vítima estacionar um automóvel de luxo – uma Hilux de cor cinza e placa PED-5383 – nas imediações da estátua do ex-deputado José Mendonça Bezerra, na Avenida de mesmo nome.  

Fotos: Reprodução/WhatsApp

José Wellington chegou a ser socorrido para o Hospital Júlio Alves de Lira (HJAL), mas morreu enquanto era estabilizado para ser transferido para o Hospital Regional do Agreste (HRA) em Caruaru. A vítima, segundo Polícia Civil, era empresário e atuava no ramo de avicultura em Tacaimbó, município onde ele era dono de granjas.

Segundo a reportagem do BJ1 apurou com testemunhas no local do crime, o agressor estava em uma lanchonete e, quando viu o carro chegar e estacionar próximo, saiu em direção ao veículo e efetuou os disparos no homem que estava no banco do motorista.  

A prisão da dupla ocorreu instantes depois do crime pela Polícia Militar com apoio do Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati). Eles foram presos em um carro quando seguiam em fuga pela rodovia PE-180 sentido Belo Jardim-São Bento do Una.

Durante ouvidas na Delegacia de Belo Jardim, o executor do crime, Alan Pereira da Silva, 26 anos, disse que foi contratado para matar o empresário pelo próprio filho dele, Wellington de Lima Mergulhão, 29 anos. A motivação do crime seria desavenças familiares por causa de heranças, conforme informou a polícia.

Wellington de Lima (foto acima à direita) é natural de Belo Jardim, mas atualmente morava no Estado de São Paulo. “O mandante do crime chegou a Belo Jardim há quatro dias e trouxe com ele o amigo Alan. Eles vieram planejados para executar o crime”, disse à reportagem do BJ1 o delegado titular do município, José Carlos.

De acordo com a Polícia Civil, a dupla permanecerá sob custódia na Delegacia de Belo Jardim até a manhã desta sexta-feira (11), quando serão julgados em audiência de custódia.

Já o corpo da vítima deve ser encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), em Caruaru, ainda no Agreste.

Com mais este crime, sobre agora para 15 o número de assassinatos em Belo Jardim em 2018.

print