Foto: Reprodução

O candidato ao Governo do Estado de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), foi o entrevistado desta quinta-feira (4), da Série Bitury de Entrevistas nas Eleições 2018. Na oportunidade, o petebista falou sobre suas propostas para a segurança, saúde e se comprometeu em requalificar a PE-166 que liga Belo Jardim ao distrito de Serra do Vento. “Nós temos o compromisso de tratar desse tema, da requalificação da nossa PE-166, aliás, é triste constatar que todas as entradas de Pernambuco, ou a grande maioria delas está deteriorada, o governo não fez se quer a manutenção”, criticou.

Armando reforçou a importância, principalmente da população de Belo Jardim, em votar em Mendonça Filho e Bruno, dois filhos naturais da terra, para o Senado. “São dois homens, embora jovens na idade que já tem uma grande experiência, e mais, deram conta do recado em todas as funções que exerceram, se desempenharam muito bem, por tanto é privilégio Pernambuco poder contar com dois homens públicos dessa qualidade, Mendonça e Bruno”. Alfinetando Jarbas, o petebista concluiu a fala dizendo “o Senado não é prêmio de aposentadoria, no Senado você tem que ir pra lá, é a câmara alta, é a mais importante casa legislativa do país, ela representa os estados da federação, por isso é que cada estado tem três senadores. É preciso ter gente como Mendonça e Bruno que vai lá para trabalhar, sabe trabalhar, que conhece Brasília, que conhece os caminhos, não pode ser prêmio de aposentadoria, não é pra ninguém ficar cochilando no Senado é pra gente ter gente que trabalha”.

O candidato também ressaltou a aliança dos principais grupos políticos de Belo Jardim em torno da sua candidatura ao Governo e dos filhos da terra ao Senado. “Tenho certeza que o nosso saudoso Zé Mendonça deve está lá em cima vendo e abençoando, consagrando essa união, união por Pernambuco, união por Belo Jardim”, disse.

Por fim, Armando se mostrou confiante na disputa do segundo turno quando os dois candidatos terão tempo igual nos guias eleitorais de TV e Rádio e poderão se confrontar frente a frente nos debates.

print