Reprodução/Facebook

O Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco (CRO-PE) interditou dois consultórios odontológicos das Unidades Básicas de Saúde dos bairros Tereza Mendonça e Cohab II, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a fiscal responsável, Maria Ramalho, foram encontradas irregularidades na estrutura física, nos equipamentos e nas condições de trabalho. Até as adequações, ficará proibida as atividades profissionais nos locais.

+ Denúncia: Posto de saúde da Cohab II abandonado

O CRO-PE realizou a fiscalização dos locais após o vereador e líder da oposição na Câmara de Vereadores de Belo Jardim, Gilvandro Estrela, denunciar as irregularidades e as péssimas condições dos consultórios odontológicos das UBS do município.

Divulgação/CRO-PE

Na UBS Maninho Jacó, no Tereza Mendonça, a fiscal encontrou a estufa sendo utilizada sem termômetro e localizada muito próxima da caixa coletora de pérfurocortante (lixo contaminado), com instrumentos odontológicos sem embalagem nenhuma dispersos no interior da mesma, teto com furos e com áreas de infiltração e mofo, falta de película ou cortina de material higienizável na janela (luz solar entrando no consultório), bem como lixeiras sem etiquetas de identificação (uma delas quebrada), falta da turbina de baixa rotação e uma única pia para lavagem de mãos e instrumental. A fiscal encontrou, ainda, uma autoclave nova mas ainda sem instalação na UBS.

Já a UBS Nossa Senhora da Saúde, na Cohab II, estava com a parede e o teto com manchas de mofo, infiltração e revestimento da parede inadequado; com ausência de suportes contendo papel toalha e sabonete líquido; com ausência de caixa para materiais pérfurocortantes (Descarbox) e suporte; com lixeiras sem identificação de lixo comum ou contaminado, sem saco branco; a esterilização estava sendo realizada em estufa sem termômetro; os instrumentais estavam sendo esterilizados sem embalagem, estando dispersos e armazenados inadequadamente. Foi encontrada, ainda, estufa sem uso no piso da sala.

print