Câmara cobra divulgação de informações do contrato firmado entre prefeitura e hospital particular

Destaque Política

A solicitação foi aprovada por unanimidade.

                (Foto: Reportagem/BJ1).

Durante sessão ordinária nessa terça-feira (7), na Câmara Municipal de Belo Jardim, vereadores da bancada da oposição cobraram do governo municipal uma divulgação de todas as informações referentes ao convênio firmado entre a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital Santa Fé.

O vereador e presidente da Casa Custódio Ferreira Mergulhão, Gilvandro Estrela (PV), apresentou requerimento exigindo do município os esclarecimentos necessários. A solicitação foi aprovada por unanimidade. “Não se trata de levantar qualquer suspeita nem em relação ao Hospital Santa Fé e muito menos em relação ao governo, mas é preciso haver transparência por parte da gestão municipal. Por quanto será esse convênio? Qual o valor do mesmo? Quais os exames que serão feitos por meio desse convênio? Quais as cirurgias? E o Hospital Júlio Alves de Lira, como vai ficar? Precisamos ter acesso a uma cópia do contrato desse convênio. É um dever do município tornar isso público”, cobrou Estrela.

O parlamentar também defendeu a construção de um novo hospital municipal. “E ainda insisto na ideia de que o prefeito tem que fazer um projeto para construir um novo hospital em Belo Jardim; e digo que ele pode contar comigo, embora talvez ele não queira, para todos juntos buscarmos apoio para uma obra com tamanha importância para o povo do nosso município”, ressaltou.

Outro edil oposicionista que também cobrou uma maior transparência da administração municipal foi o vereador Pitomba da Lotação (DEM): “É preciso que nós, vereadores, assim como toda a população de Belo Jardim, possamos saber de que forma foi feito este convênio e também em quais situações deve-se procurar atendimento por meio desta parceria”, afirmou.

Por fim, também da bancada da oposição, o vereador Wilsinho (PSDB) ainda acrescentou outras dúvidas em relação ao convênio que até então não foram esclarecidas pelo governo municipal. “A ideia da parceria é louvável, mas isso apenas não resolve o problema da saúde em Belo Jardim. E além disso há uma série de questionamentos necessários a se fazer e tudo isso unicamente pelo zelo ao dinheiro público; os médicos do Hospital Júlio Alves de Lira, por exemplo, vão ser deslocados para o Hospital Santa Fé? Os medicamentos utilizados lá serão enviados do hospital municipal ou serão do próprio Santa Fé? Então são essas e outras informações que precisam e devem ser esclarecidas”, argumentou o parlamentar.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *