Câmara de Vereadores analisa pedido de impeachment contra Hélio dos Terrenos

Destaque Política

O documento contém 52 itens que enumeram supostas irregularidades comedidas pela gestão de Hélio.

Foto: Reportagem / BJ1

Foi realizado na manhã desta terça-feira (20) na Câmara de Vereadores de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, uma sessão extraordinária para analisar o pedido de impeachment contra o prefeito da cidade, Hélio dos Terrenos (PTB).

O documento que foi elaborado e encaminhado à Câmara pelo advogado Leandro Martins, contém 50 páginas com 52 itens que enumeram supostas irregularidades comedidas pela gestão de Hélio dos Terrenos.

Ao fim da leitura da ata do pedido de impeachment que durou cerca de 4 horas, o vereador Tenente (PTB) que compõe a base do governo e presidiu a sessão, anunciou a comissão que irá analisar o processo, que teve como presidente Euno Andrade Filho (PSDB) e Marcos Buchudo (PSB) como relator, apesar da sigla partidária, ambos votam de comum acordo com o governo.

A decisão não foi aceita pelo líder da oposição na casa, Nilton Senhorinho (PSB). “Nós temos que primeiramente seguir o que diz o regimento interno. Eu como líder da oposição e vereador vou exigir que seja cumprido, e nós vamos indicar o representante da oposição na comissão em comum acordo. Os 5 vereadores da oposição já conversaram e temos um nome a apresentar. Nós não vamos aceitar imposição, o próprio regimento diz que não pode se um ato unilateral do presidente da sessão, vamos fazer da forma que manda o regimento”, disse Nilton em entrevista ao BJ1.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *