Vacinação contra gripe: Paciente denuncia suposta reutilização de seringas em BJ

Destaque Saúde

O caso teria ocorrido nessa terça-feira (24)

Foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

Uma aposentada de 65 anos que não quis se identificar, relatou com exclusividade ao BJ1 que uma enfermeira da Sala de Vacinas Severina Parteira, que funciona em anexo ao Hospital Júlio Alves de Lira, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, teria utilizado uma mesma seringa para aplicar uma dose da vacina contra a gripe em uma criança e nela própria. O caso teria ocorrido nessa terça-feira (24), um dia depois do início da campanha nacional de vacinação contra a gripe.

“Estava na fila aguardando a minha vez de receber a vacina e na minha frente tinha uma bebê recebendo. Logo em seguida que a enfermeira aplicou a vacina na criança ela pegou a mesma seringa, encheu com o líquido da vacina e veio para aplicar em mim”, contou a paciente à reportagem do BJ1.

A reutilização de seringas pode causar diversos problemas, entre eles, o erro de dosagem devido ao descarte da escala de graduação que pode chegar a desaparecer devido a reutilização de duas ou mais vezes, segundo informa artigo de saúde publicado em revista da Universidade de São Paulo (USP).

Em nota, a Secretaria de Saúde de Belo Jardim informou que “em relação a denúncia de um suposto atendimento na Sala de Vacinação Severina Parteira, informamos que é improcedente. A unidade dispõe atualmente está abastecida de 7.450 unidades de seringas, entregues pela IV Gerência Regional de Saúde (Geres), e pela Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF), do município”.

“Reiteramos o nosso compromisso com a saúde do paciente, e tal prática de reutilizar materiais hospitalares não acontece em nenhuma unidade de saúde do município”, finalizou a nota.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *