Divulgação / Prefeitura

Após ser procurada pelo BJ1 e não se pronunciar antes da publicação da matéria sobre o orçamento do município com os Jogos Escolares 2018, que foi veiculada no portal no último dia 28 de novembro, a Secretaria de Educação de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, enviou somente nesta quinta-feira (6) uma nota esclarecendo o caso e informando que, ao todo, gastou R$ 100 mil em materiais.

À época, o BJ1 divulgou que, segundo o edital lançado pela pasta e assinado pelo secretário José Wilson Mergulhão (Wilsinho) para compra de materiais para a realização dos jogos, o município tinha informado ter disponibilidade de pagar até R$ 158.346,31 em materiais para a competição. O BJ1, à época da veiculação da matéria e novamente nesta quinta-feira, chegou a buscar no portal da transparência do município a licitação homologada com os valores finais do processo de compra. No entanto, o documento com os valores informados nesta quinta pela secretaria não foi localizado na página. Também à época da divulgação da reportagem, o BJ1 revelou que, no edital, somente com medalhas, troféus e uniformes, teria sido disponibilizado para gasto o valor de até R$ 30.574. (Confira o edital). 

Segundo o documento, cada conjunto de uniformes com 12 camisas e 12 shorts poderia custar até R$ 720, com interesse de compra do município de 20 conjuntos, o que poderia totalizar R$ 14.400. Cada medalha de ouro, prata e bronze poderia custar, no máximo, R$ 16. Ao todo teriam sido adquiridas 450 medalhas e o valor máximo a ser pago poderia ser de até R$ 7.200.

Já os troféus de 70 cm aparecem propostos no edital na ordem de até R$ 151,67 cada, tendo sido informado pelo município o interesse em adquirir 20 unidades por um valor máximo total de R$ 3.033,40. Já os de 60 cm, 50 cm e 40 cm poderiam custar até R$ 135 cada. Desse tipo se informou a necessidade de compra de 44 com valor total máximo de R$ 5.940.

Reprodução

Também à época da reportagem, o BJ1 realizou uma pesquisa de mercado com empresas que fabricam alguns dos produtos mencionados no edital. O valor mais caro encontrado para o tipo de medalha entregue nos jogos escolares foi de R$ 5 a unidade. Já o troféu sairia por R$ 55 cada. E os uniformes padrões com camisa e short Dry Fit variam entre R$ 43 e R$ 60 cada unidade com camisa e short. Todos os valores encontrados estavam bem abaixo do que foi licitado pela Secretaria de Educação.

Na nota encaminhada nesta quinta ao BJ1 pela Secretaria Municipal de Educação e que foi emitida originalmente pela ‘Consed – Consultoria & Serviços Especializados’, empresa vencedora da licitação para fornecer os materiais para os jogos escolares 2018, consta que a licitação foi homologada com “o valor global de R$ 100 mil”.

No texto, a empresa informa ter sido autorizado e licitado para pagamento o valor de R$ 500 por cada um dos 20 conjuntos de uniformes. Cada um dos 20 conjuntos tinha 12 camisas e 12 shorts.

Também na nota, a Consed alega que “o valor mais barato” encontrado “em medalhas com mesmo tamanho, material e a mesma qualidade” das que foram fornecidas pela empresa para os jogos escolares de Belo Jardim foi de R$ 9 a unidade.

Ainda de acordo com a nota da empresa – que não esclareceu nada a respeito dos valores dos troféus vendidos para os jogos municipais deste ano -, a Consed fica localizada no município de Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco, distante cerca de 200 km de Belo Jardim.

print