Reprodução / Internet

Devido a situação de pré-colapso da Barragem do Bitury e ao atraso da Adutora do Agreste, moradores de diversos bairros, distritos e zona rural de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, estão sem abastecimento de água nas torneiras desde a segunda quinzena de novembro. Porém, as contas continuam chegando normalmente para o consumidor, que reclama.

+ Com barragem em pré-colapso, poços da Fundação Bitury são uma saída para a seca em Belo Jardim

+ Por enquanto, só 5 localidades de BJ receberão água nas torneiras, informa Compesa

+ Compesa ainda não sabe quando Belo Jardim receberá água da Adutora do Agreste

De acordo com o gerente regional da Compesa, Gilvandro Tito, existe uma exigência da companhia para cancelar a conta. “Se nos últimos 30 dias a água não chegou via rede de distribuição, a conta será cancelada, ou seja, o medidor hidrômetro será verificado se houve consumo”, informou.

O consumidor que estiver nessa situação deve procurar a loja da Compesa e apresentar a conta de água. “A Compesa irá verificar com o medidor chamado hidrômetro, ou seja, se a leitura apresentar o mesmo número dos últimos 30 dias significa que não houve consumo, neste caso a conta será cancelada”, explicou.

Abastecimento

Com o novo calendário divulgado pela Compesa, válido do dia 10 ao dia 15 deste mês, apenas os bairros da Cohab III, Alto Limpo, BR-232 e Tereza Mendonça, e a comunidade da Batinga, na zona rural, estão recebendo água nas torneiras via rede de distribuição. Os demais bairros, distritos e localidades seguem sem previsão de abastecimento. No sábado (15), caso necessário, a concessionária irá divulgar um novo calendário, conforme informou a empresa.

print