Reportagem/ BJ1

Representantes do Sindicato dos Professores da Faculdade do Belo Jardim (FBJ) concederam nesta terça-feira (27/08) uma entrevista ao programa Janela Livre, da Rádio Bitury, falando sobre um novo protesto que está programado para acontecer a partir das 19h desta quarta-feira (28/08) com saída da Escola Bento Américo para o centro de Belo Jardim.

Na entrevista, uma das lideranças do sindicato e professora da instituição, Mercês Costa, também falou sobre a motivação para o protesto que aconteceu ontem e reuniu professores, alunos e demais funcionários da unidade de ensino, que a crise financeira pela qual a faculdade vem passando.  

“Uma crise que há tempos vem acontecendo (…) só que o sindicato vem há muito tempo dialogando, conversando com o prefeito, tentamos várias vezes conversando com ele, falamos com o secretário de saúde, de educação, de governo, fomos à câmara. Então a gente tentou o tempo todo e hoje não dá mais para ficar só na conversa. Não fechamos um diálogo com ele, então resolvemos agora, juntamente com os alunos, mostrar a força que o povo tem”, disse ela sobre o protesto.  

A também professora, e ex-presidente da faculdade, Carmem Peixoto também esteve presente na entrevista e destacou que “nosso propósito ontem foi esclarecer a nossa comunidade acadêmica o que a instituição precisa é de uma forma maior”.  

Outra liderança do sindicato, o professor e historiador João Esteves também comentou que a luta da instituição não é política. “Nossa luta não é questão política, do ponto de vista partidário, nossa luta é um compromisso com a educação (…) o que estamos fazendo é dizer os absurdos que acontecem na faculdade”, disse.  

print