A Prefeitura de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, decidiu embargar nesta quarta-feira (21) as obras de saneamento e esgotamento da bacia do Rio Ipojuca, no município. A obra de Belo Jardim está sendo realizada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

A obra de esgotamento consiste na implantação de 17 quilômetros de rede coletora, 65 quilômetros de ramais condominiais e oito mil ligações domiciliares. O projeto também prevê a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto, que está em processo de licitação. Haverá ainda a construção de uma estação elevatória (sistema de bombeamento).

Segundo a prefeitura, “essas obras veem causando alguns transtornos à população por sua demora e não tem sido vista com bons olhos a qualidade na reposição do calçamento, pois além da demora, causar transtornos, interditar ruas, o serviço é moroso e não tem deixado as ruas com a mesma uniformidade de antes”.

A obra teve início em 26 de fevereiro deste ano. As intervenções foram iniciadas no bairro da Boa Vista, com previsão de término para julho do próximo ano. Além desse bairro, os serviços serão realizados na Cohab I, Airton Maciel e Pontilhão, beneficiando 28 mil pessoas.

A decisão de embargar a obra pegou todos de surpresa. O BJ1 entrou em contato com a Compesa e aguarda um posicionamento da empresa.

print