Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Do Blog de Jamildo

O bloco de oposição Pernambuco Quer Mudar voltou a adiar o anúncio de parte da chapa majoritária. Agora, os nomes do senador Armando Monteiro Neto (PTB) para a disputa ao Governo do Estado e do deputado federal Mendonça Filho (DEM) para o Senado devem ser divulgados oficialmente no dia 11 de junho. A nova data é um dia depois do evento em que o PT estadual deve votar se fecha aliança com o PSB do atual governador, Paulo Câmara, ou terá a candidatura da vereadora Marília Arraes, que poderia prejudicar os socialistas.

O anúncio da chapa havia sido marcado inicialmente para 20 de abril, mas foi adiado devido às costuras eleitorais. Depois, foi previsto para essa semana e, em seguida, transferido para a próxima segunda-feira (4). Agora, será na semana seguinte.

Oficialmente, o grupo de oposição afirmou que o adiamento foi por causa da greve dos caminhoneiros. A frente afirma que “toda a prioridade neste momento deve ser dedicada ao diálogo e à união de esforços para contribuir com a volta à normalidade”.

A primeira decisão da frente foi de anunciar apenas a composição das duas vagas, em busca de novos aliados. O grupo ainda procura partidos que ainda não integram a Frente Popular, como é o caso do PSC do deputado estadual André Ferreira, que estaria colocando como condição para permanecer na base do governador uma das vagas ao Senado.

Ferreira, contudo, pode perder o espaço se o PT apoiar Paulo Câmara e ganhar a posição. Caso haja aliança, o mais provável é que o senador Humberto Costa (PT) fique com uma das vagas e tente a reeleição pela Frente Popular. A outra vaga da chapa do governador já está reservada ao deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB).

print