Divulgação/Compesa

A Compesa iniciou nesta semana em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, com previsão de término para julho do próximo ano, as obras de esgotamento sanitário que vão beneficiar mais de 28 mil pessoas do município. Os serviços foram iniciados no bairro da Boa Vista, e a obra complementará ainda os bairros da Cohab I, Airton Maciel e Pontilhão. O empreendimento recebe investimento de R$ 35 milhões.

A obra de esgoto de Belo Jardim consiste, entre outras intervenções, na implantação de 17 quilômetros de rede coletora, 65 quilômetros de ramais condominiais e oito mil ligações domiciliares. O projeto também prevê a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto, que está em processo de licitação. Haverá ainda a construção de uma estação elevatória (sistema de bombeamento), além de obras complementares para melhorar a qualidade de atendimento da Compesa no município, como a reforma da loja que a companhia mantém no Centro de Belo Jardim.

Agreste

A Compesa está realizando obras semelhantes em outras cidades do Agreste do Estado que são cortadas pelo Rio Ipojuca, como Gravatá e Sanharó. Um dos centros econômicos mais importantes da região, Caruaru deve receber obras para ampliação e melhoria do sistema de esgotamento sanitário nos próximos meses. Nos municípios de Bezerros, no Agreste, e Escada, na Zona da Mata Sul, também serão iniciadas as obras para construção de sistemas de esgotamento sanitário – ambos estão em fase de licitação. Tacaimbó foi a primeira cidade beneficiada com serviços de coleta e tratamento de esgoto, no início do ano passado, tornando-se ambientalmente sustentável, contribuindo com a despoluição do Rio Ipojuca.

print