Reportagem / BJ1

A falta de manutenção e o devido cuidado com as ambulâncias da Secretaria de Saúde de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, está pondo em risco a vida de pacientes e motoristas. Na manhã dessa terça-feira (4), a reportagem do BJ1 flagrou uma viatura do município trafegando com a lateral do veículo amassada e com as portas do compartimento de transporte de pacientes amarradas com uma faixa hospitalar. A viatura estava com giroflex ligado, o que sugere que estava em atendimento, o que é mais grave ainda.

+ Em 2 anos, Prefeitura de BJ recebeu mais de R$ 30 milhões do Governo Federal para a saúde

Mesmo após o grave acidente envolvendo uma ambulância do município que capotou, na noite na noite do dia 12 de setembro, na BR-232, no Curado, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, com seis pessoas, incluindo duas mulheres grávidas. A Secretaria de Saúde continua permitindo que as viaturas trafeguem em visível péssimo estado de conservação.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou “que todas as ambulâncias passaram por revisão e encontram-se em perfeito estado. Não há nenhum problema com a maçaneta do carro, a amarra só foi utilizada porque o veículo estava captando seis macas no Hospital Regional do Agreste e trazendo para o Hospital Júlio Alves de Lira, não havendo nenhum paciente na ambulância. O giroflex estava ligado porque esse é o padrão estabelecido, o que caracteriza a presença de pacientes na ambulância é a sirene ligada. A porta precisou de um reforço para não ficar entreaberta pelas macas ocuparem um espaço muito grande do carro. Mas sua maçaneta, assim como todo o resto dessa e das outras ambulâncias encontram-se em excelentes condições”.

print