Foto: Reprodução / Internet

Com mais de 13 mandados de prisão em seu nome, o ex-prefeito do município de Sanharó, no Agreste de Pernambuco, Rannieri Aquino de Freitas, foi preso pela Polícia Federal na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, a mais de 3,4 mil quilômetros do Recife, nesse domingo (8). Segundo a PF, Rannieri cursava medicina em uma universidade do Paraguai com documentos falsos e foi parado por oficiais quando tentava cruzar a fronteira para chegar à cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, onde morava.

Entre os crimes pelos quais o ex-prefeito foi indiciado, estão desvio de verbas públicas, corrupção ativa, falsificação de papéis públicos, dispensa irregular de licitação e até mesmo um homicídio ordenado por ele em 2003. Rannieri chegou a cumprir pena no Presídio Desembargador Augusto Duque, em Pesqueira, também no Agreste, em 2014, mas foi transferido para regime semiaberto por alegar problemas cardíacos em 2016. Antes mesmo de colocar a tornozeleira eletrônica, ele fugiu.

Preso em flagrante por ter apresentado documento falsificado aos agentes da Polícia Federal do Mato Grosso do Sul, ele será encaminhado ao sistema penitenciário pernambucano, onde ficará à disposição da justiça.

Da TV Sbuna. 

print