Reprodução

O ex-prefeito cassado e condenado por diversas irregularidades à frente da Prefeitura de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, João Jatobá (PSB), e os ex-secretários de Educação, Elizabete Maria Gomes (PSB) e Nilton Senhorinho (PSB) foram intimados pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para prestarem esclarecimentos no caso que envolve a contração da empresa ‘LOCASERV – LOCAÇÕES’.

De acordo com o processo Nº 00730/2016, a empresa foi contratada para prestar serviços no transporte público escolar entre os anos de 2010 e 2014 “sem os devidos processos licitatórios” no valor de R$ 5.984.457,10.

De acordo com informações da página Liberdade Belo Jardim, no Facebook, o erário teria sido “utilizado de maneira ilícita, uma vez que a empresa em questão nunca chegou a prestar estes serviços”.

print