Foto ilustrativa: Free Images

Do Casa Saudável

O retorno da estação de chuvas torna favorável a ocorrência de ataques de escorpião. Neste ano, o Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco (Ceatox-PE) computou, até o momento, 1,5 mil casos nos atendimentos por intoxicação e acidentes com animais. Desse total, lideram o ranking as ligações após picadas de escorpião, com 696 casos. O número é maior do que o registrado em 2016, também considerando os cinco primeiros meses do ano, quando foram registrados 469 casos.

“Em caso de picada, crianças de até 12 anos, precisam procurar uma unidade de saúde que tenha o soro (antiescorpiônico)”, esclarece o biólogo Pedro de Lima Santana Neto, do Ceatox-PE. Acima dos 12 anos, geralmente não é necessário tomar o soro antiescorpiônico. “Mas é preciso ir a um serviço de urgência, onde profissionais avaliam o caso e indicam tratamento para a dor no local da picada”, explica Pedro. Ele acrescenta que, na faixa etária acima dos 12 anos, o soro também pode ser indicado, embora não seja comum. É prescrito quando aparecem sinais como náuseas, vômito e suor excessivo.

Confira a lista das unidades, em Pernambuco, onde há o soro antiescorpiônico:

Região Metropolitana do Recife
Hospital da Restauração – Derby – Recife
Hospital e Policlína Jaboatão Prazeres – Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes

Limoeiro
Hospital Regional José Fernandes Salsa

Palmares
Hospital Regional de Palmares Sílvio Magalhães

Caruaru
Hospital Regional do Agreste Dr. Waldemiro Ferreira

Garanhuns
Hospital Regional Dom Moura

Arcoverde
Hospital Regional Ruy de Barros Correia

Salgueiro
Hospital Regional Inácio de Sá

Petrolina
Hospital Dom Malan

Ouricuri
Hospital Regional Fernando Bezerra

Afogados da Ingazeira
Hospital Regional Emília Câmara

Serra Talhada
Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães

A picada por escorpião leva a uma dor no local, de início imediato e intensidade variável, com boa evolução na maioria dos casos. Crianças, contudo, podem apresentar manifestações graves, como náuseas e vômitos, alteração da pressão sanguínea, agitação e falta de ar.

Cuidados

Normalmente escondidos em redes de esgoto e entulho, os escorpiões migram para casas e quintais no período das chuvas. Por isso, é importante intensificar os cuidados para evitar ataques. A população deve estar atenta para evitar entulhos e lixos perto de casa, tapar buracos e frestas existentes nas residências, limpar constantemente ralos de banheiros e cozinhas, além de evitar a presença de baratas, inseto preferido na cadeia alimentar do escorpião. São medidas que podem evitar o surgimento e ataques de escorpiões.

Teleatendimento

O Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco possui uma equipe multiprofissional atuando 24 horas por dia para prestar assistência rápida, por telefone, à sociedade e aos profissionais de saúde. Pelo número 0800 7226001, é possível tirar dúvidas sobre casos de intoxicações e acidentes com animais peçonhentos. A equipe do local ainda faz o acompanhamento posterior dos casos.

print