Arquivo/ BJ1

Segundo uma denúncia enviada ao BJ1 pela líder comunitária de Xucuru, na zona rural, os alunos do sítio Araras, também na zona rural, que estudam na Escola Municipal Luiza Leopoldina Lopes e em um anexo da Escola Estadual Frei Cassiano Comacchio, estão há duas semanas sem poder assistar às aulas por falta de transporte escolar.

“Todo mês é de cinco a sete dias sem aula”, informou a líder comunitária, relatando que a paralisação é por conta da falta de pagamento aos motoristas. Devido a isso, os pais dos alunos estão preocupados, principalmente por causa do final do ano letivo.

“Conversamos com a diretora e ela diz que não vai poder reprovar o aluno, mas quando ela passar de ano como vai saber o assunto que deveria ter estudado?” Questionou Eliane Maria, mãe de uma aluna do sexto ano que está sendo prejudicada.

Segundo Maria Véia esse problema também prejudica os alunos que moram em Xucuru e não precisam desse transporte escolar, pois a maioria dos alunos das escolas são de sítios da região. “fica as salas totalmente vazias, pois mais de 90% dos alunos são dos sítios (…) é um descaso total, eu nunca vi uma coisa dessa”. Maria Véia.

“A minha [filha] fica perdendo aula também porque eles [os professores] não vão passar um conteúdo grande e prejudicar os alunos que faltam”. “As meninas tiram foto, mandam para elas e elas escrevem (…) para fazer [o conteúdo] e não ficar sem assunto. Na próxima semana a diretora disse que vai ter prova e como vai ser? Fica difícil”, comentou Heliane sobre a situação.

A líder comunitária deu um ultimato “se não resolver as mães vão procurar o Ministério Público (…) é todo mês desse jeito, praticamente no final do ano”. O BJ1 tentou entrar em contato com a Prefeitura, mas até o momento não obteve respostas sobre a situação.

print